Personagens

adelirio
Adelirio

Entenda como o arroz do Paraguai chega em MG

carlos
Carlos

Siga o caminho do milho pela Transamazônica

ivo_outro
Ivo

Veja como as cebolas da Ceagesp chegam até lá

jairo
Jairo

Siga o trajeto das frutas pelo Sul do Brasil

bonfim-e-manuel_outro
Manoel e Bonfim

Veja o transporte de gado por Mato Grosso

Compartilhe

Do choro ao presente de casamento: veja 8 fatos sobre a cebola

O pernambucano Ivo não mede esforços para realizar o seu trabalho da melhor maneira possível. Acompanhado pela produção do Na Estrada, nosso amigo atravessa grande parte do país para entregar um alimento rico em fósforo, ferro, cálcio e vitaminas na Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp): a cebola.

No final da década de 60 e durante a década de 70, a sopa de cebola da Ceagesp se tornou consagrada. Servida no antigo restaurante Ceasa, que funcionava madrugada a dentro, a receita deixou saudades a partir do fechamento do local, em meados dos anos 80. A fama foi tanta que, quando a Ceagesp passou a promover o seu anual Festival de Sopas, a receita de cebola foi a atração principal e continua sendo a mais pedida, em todas as edições do evento. Uma delícia!

Mas você conhece bem essa hortaliça? Em homenagem ao produto transportado pelo nosso amigo caminhoneiro, selecionamos oito fatos sobre a cebola que muitos curiosos desconheciam.

1. Proibida para cães e gatos
Embora muitas pessoas tenham o costume de dar comida humana para os animais, muitas vezes elas não são apropriadas e podem até fazer mal ao bichinho. A cebola, por exemplo, é um alimento altamente tóxico para cães e gatos. A hortaliça não é indicada nem crua, nem modificada, nem mesmo como tempero de outro alimento. Para o bem deles, deixe a cebola apenas no prato dos humanos da sua casa.cebola_naestrada_8

Imagem: Pixabay

2. Aprenda a chorar menos
Que a cebola quando cortada faz chorar, todo mundo sabe. O que poucos sabem é como amenizar essa reação dos nossos olhos. O choro é produzido porque a cebola libera substâncias que, ao se misturarem, produzem ácido sulfúrico, que faz os olhos arderem e lacrimejarem. Para minimizar a vontade de chorar, você pode colocar a cebola na geladeira 30 minutos antes de cortá-la ou ainda cortar a hortaliça embaixo d’água, pois a água e o frio diminuem a produção dessas substâncias.cebola_naestrada_2

Imagem: Pixabay

3. Queridinhas dos egípcios
Na Antiguidade, as cebolas eram vistas como objetos de adoração no Egito. Devido a anatomia da hortaliça, a cebola era vista como um símbolo da eternidade e era enterrada junto aos faraós. Uma prova desse costume são os desenhos de cebolas que podem ser vistos nas paredes internas das pirâmides e em algumas tumbas.cebola_naestrada_5

Imagem: Pixabay

4. Hindus não a comem
Os devotos de Krishna costumam dividir os alimentos em três categorias: sattva, rajas e tamas, que significam respectivamente “bondade”, “paixão” e “ignorância”. A cebola e o alho são classificadas como rajas e tamas, o que significa que, segundo o hinduísmo, aumentam a paixão e a ignorância. Por conta disso, esses alimentos não são comidos pelos hindus tradicionais, não podem ser oferecidos a Krishna, e são considerados prejudiciais para a meditação.cebola_naestrada_1

Imagem: Pixabay

5. Truque para dores no ouvido
A cebola possui qualidades anti-inflamatórias. Por isso, pode ser usada no tratamento de dores de ouvido, por exemplo. A receita é simples: basta colocar o coração da cebola – aquela parte que fica no centro da hortaliça e já não possui mais camadas – no ouvido na hora de ir para a cama. Na manhã seguinte, a dor vai estar mais suave ou terá desaparecido. Além disso, a cera contida no ouvido estará menos dura será removida com mais facilidade.cebola_naestrada_4

Imagem: Pixabay

6. Amiguinha da geração fitness
A cebola é um alimento que possui poucas calorias. Uma cebola média tem apenas 44 calorias. Por esse motivo, a hortaliça é vista como um ingrediente que emagrece, pois adiciona volume às refeições, dá a sensação de saciedade e não engorda o prato. Uma xícara de cebola picada contém 64 calorias e uma única fatia de cebola – servida em uma hambúrguer, por exemplo – tem 6 calorias. Ou seja, #partiu comer sopa de cebola sem culpa nenhuma, hein?cebola_naestrada_6

Imagem: Pixabay

7. Presente de casamento
Adoradas pelos egípcios e condenadas pelos hindus, as cebolas eram vistas como símbolos da eternidade na Idade Média por diversos povos. Por isso mesmo, além de serem enterradas com faraós, eram usadas como moeda para pagamento de aluguel ou ainda como presentes de casamento. O casal que recebesse uma cebola no dia do seu matrimônio teria mais chance de ter uma união harmoniosa e feliz para toda a eternidade.cebola_naestrada_7

Imagem: Pixabay

8. Além de tudo, é diurética
O potássio e o baixo teor de sódio fazem da cebola um ótimo elemento para evitar a retenção de líquidos. Com isso, as toxinas do organismo são liberadas com facilidade. O fato da cebola ser um ingrediente diurético colabora também com a saúde dos rins. Ou seja, se você for tomar aquela cervejinha com cebolas no petisco, sua vontade de ir ao banheiro será ainda maior. Fica a dica!cebola_naestrada_3

Imagem: Pixabay

Episódios